segunda-feira, 6 de junho de 2011

Tutorial - tijolo moído para substrato

Olá amigos!
Como a gente sabe muito bem, aqui em Juiz de Fora não temos muito suporte na arte do bonsai, na verdade não temos nada a não ser a internet e os amigos mesmo.
Uma grande dificuldade além da falta de locais para a compra de ferramentes é um local para a compra de outros produtos, como por exemplo, material para a preparação de substrato.

Na internet até temos fontes, mas o preço do frete muitas vezes impossibilita a compra.
Pela segunda vez então eu preparei nesse fim de semana uma pequena quantidade de tijolo moído que deve durar algum tempo até eu ter tempo de eu ir novamente até a casa de minha mãe em Rio Novo (cidadezinha a 50Km de JF).

Aí abaixo posto os "procedimentos" que uso para se obter tijolo (ou telha) moído com uma boa granulação e por um preço MUITO acessível: de graça!
Obs: tijolo tem um maior rendimento que telha, a telha é muito dura e além de dar mais trabalhgo para a preparação, mais pó é perdido no processo.

Passo 1: Encontrar tijolos velhos, quebrados ou que ningém vai usar



Passo 2: Encontar algum objeto pesado e com boa área de contato (no caso eu usei esse antigo suporte de antena de TV, que nada mais é que uma base de concreto com uma haste)



Passo 3: Quebrar os tijolos em lascas antes de começar a moer


Passo 4: Moer (aconselho o uso de luvas nessa etapa hehehehe)



Passo 5: Com o auxílio de 2 peneiras, uma grossa e uma fina, coar o material do quarto passo. Conforme mostro no vídeo abaixo, o que realmente será utilizado será o que ficar entre a primeira e a segunda peneira.


 Detalhe - peneira grossa:

Detalhe - peneira fina:


Vídeo mostrando o processo:


Passo 6: Depois de feito isso, repetir os passos 4 e 5 até que não haja mais cacos grossos sobrando na peneira grossa. Por fim, sobram alguns cacos mais finos, mas que ainda ficariam na peneira grossa, mas que já estão com um tamanho razoável, esses eu misturo com os cacos mais finos retirados antes.

O resultado final é esse:

Infelizmente cerca de metade dos tijolos viram pó que não tem muita utilidade no bonsai e acaba sendo jogado fora:

De início pensei em usar misturado na areia grossa, mas pensando bem depois axei melhor desprezar essa parte, pois esse tipo de terra vermelha se compactaria muito fácil, e poderia prejudicar o substrato, então foi pro lixo mesmo! hehehe


É isso aí, espero que tenham gostado e que seja útil esse "tutorialzinho" de como conseguir tijolo moído pra fazer um substrato bem drenante pras nossas plantinhas!
Grande abraço!

9 comentários:

  1. Compartilho do mesmo problema, por aqui não existe nada pra comprar...
    Arame improviso, ferramentas, idem...
    Susbtrato então, faço tudo...
    Algo fantástico e de granulometria legal é a areia de gato!!
    Drenante, retém umidade e dá espaço pra circulação de ar aliado ao caco cerâmico, casca de pinus, pedrisco e outras inúmeras alternativas, sempre combinando orgânico com inerte!!
    Com o tijolo, tenho que fazer muito aos pouquinhos e numa bacia, meio que triturando igual amssar alho, pois não tenho quintal de cimento em casa, só piso, se usar sua ferramentas, putz, quebro até o piso. Mas achei bacana a iniciativa!
    Com relação aos produtos da internet... o frete desanima qualquer bolso...

    ResponderExcluir
  2. hauhauahua é mesmo Leonardo, no piso fica impraticavel fazer isso né!
    Nossa que paciencia vc, triturando que nem alho, mas como paciencia é a regra numero 1 do bonsai, vale a pena cultivá-la!
    Arame aqui onde moro eu descobri um lugar onde vende, depois de andar por horas pela cidade! Depois vo até postar aqui o endereço pro pessoal daqui de Juiz de Fora. Próximo post vo tentar falar de ferramentes improvisadas hehehehe
    vo comprar algumas esses dias =P
    Eu tinha pensado em usar areia de gato, mas ela não fica muito compacta quando molha não? A que minha mãe usa vira pedra depois que os gatos usam hehehehe
    Casca de pinus pretendo comprar por aqui também e usar a parte grossa, me falaram que é bom, to em dúvida também se uso ou não terra de mercado pra misturar com isso tudo e fazer substrato... Pegar terra no quintal, esperar secar e trazer pra onde moro daria um trabalhão danado...
    abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olha Rafael, eu aqui compro em mercado, loja de material elétrico, de construção... onde eu achar algo que possa ser útil, vou lá e compro...
    A terra de mercado é a terra vegetal, ela é pura e sem sementes, você pode usar junto com ela o humus, por exemplo, eu faço assim, compro um saco de cada e misturo os dois, 50% de cada... aí quando eu vou fazer o substrato, coloco a quantidade de acordo com a epécie às vezes 30%, 40% aí depende!!
    Já a areia de gato, muitos na europa e EUA usam, eles mostram até as marcas melhores pra eles lá..
    A areia comum não retém umidade nem nutrientes. Quando os gatos usavam era com urina, composição bem diferente de água...
    Eu tenho usado e gostado muito do resultado...
    O solo não fica compactado, ela é inerte, retém umidade e nutrientes, além de mostrar quando o bonsai precisa de nova rega, ela fica entumecida quando regada, meio que dilata, e encolhe quando seca...Isso ao meu ver ajuda também as raizes pois ajuda na circulação de ar fiando bem fofinha...
    Estou com ficus, ulmus e juníperus nessa experiência, espécies completamente diferentes, mas todas estão se desenvolvendo super bem!!
    A casca de pinus também é legal pois é matéria orgânica que vai se decompondo e liberando nutrientes, além de reter umidade e também nutrientes, claro que tem que ser usada com parcimônia, aliás, como tudo tem que ser na medida certa, nem a mais e nem a menos...rsrs
    Ahhh, a casca de pinus só não é legal para acer, pois para adquirir a coloração outonal ele precisa de frio inclusive nas raízes, e matéria orgânica gera calor...
    Até mais!!
    Abração,

    Leonardo Couto

    ResponderExcluir
  4. Boa rafa !!
    Quem dera tua ferramenta. Me lembro de ficar horas com um martelo na mão triturando tijolo e telha.
    Fala aí onde é o lugar que vc encontrou arames, os que eu tenho não são muito legais não....

    ResponderExcluir
  5. Valeu Leonardo, vou fazer esse lance da terra vegetal e humus!
    Bruno, vo procurar o endereço aqui e posto direitinho o nome, telefone e local da loja de fios!

    A ferramente de bater tijolo é relativamente fácil de fazer. Se vc tiver onde socar, (sem destruir os pisos hehehehe) é só vc arrumar uma lata de tinta, ou de aqueles baldes de tinta menores mesmo, enche de concreto (areia+cimento+brita+água) enfia uma haste de metal ou um cabo de vassoura mesmo se for usar um desses baldinhos. Dae espera secar, tira o "molde" (lata ou baldinho) e é só sair socando por aí uns tijolos e telhas!!! =D

    ResponderExcluir
  6. Belo post.

    Sempre uso cacos de telha também!!!1 Achei ótimo o post. Agora quanto ao lance de improvisar, ao fundamental, uma vez que aqui em Juiz de Fora, não temos produtos específicos, uso também fios de cobre(para condução de energia), como arames, tiro a capa de borracha deles e uso, acho que não comprometem e aqui e bem fácil de comprar em qualquer casa de materiais elétricos, ferramentas sempre improviso também. Mais ainda acho a maior dificuldade de todas conseguir mudas, agora vasos cerâmicos para bonsai, acho praticamente impossível conseguir aqui.

    ResponderExcluir
  7. Poxa Douglas, vaso por aqui realmente nunca vi e não tenho a menor idéia de onde encontrar!

    Com relação aos fios, desencapar o fio de cobre comum deve dar um trabalho danado!!! Eu tenho usado fio de cobre pra enrolamento de motor elétrico e que eu saiba só tem um lugar em jf que vende heuheuheuehue
    Mas vale a pena, eles são bons de trabalhar e já vem desencapado.

    Amanha vo comprar umas ferramentas improvisadas, mas preciso arranjar urgente uns alicates de poda bons...

    ResponderExcluir
  8. Olá, Pessoal. Sou do Rio Grande do Norte e sei que realmente não é fácil obter caqueira de tijolos para o substrato do bonsai, principalmente quando se mora fora do eixo São Paulo - Rio de Janeiro. Por aqui já sofri muito também, martelando tijolos para triturá-los em granulometrias diferentes. Então fui procurando descobrir formas mais práticas para obter o material. Passei a observar que em depósitos de material de construção sempre fica um monte de cacaria de tijolos e telhas e achei que poderia ser viável obter o tijolo triturado peneirando aquele material. Falei com o proprietário do depósito e ele permitiu que eu usasse a cacaria como quisesse. Adquiri quatro peneiras de malhas diferentes, algumas bacias e baldes e levei uma pá. Então fui colocando a cacaria nas peneiras sobrepostas, de forma que a mais fina ficasse embaixo das demais e aí fui jogando o material na de cima (a mais grossa) e fui peneirando. Em pouco tempo consegui três baldes grandes de tijolo triturado com granulometrias diferentes. Com certeza o esforço é grande, mas bem menor que quebrar tijolos manualmente. Hoje estou satisfeito e não me falta caqueira de tijolos para preparar meu substrato. Vale a pena tentar. O resultado é satisfatório. Melhor que isso só se adquirir um triturador, o que não é tão barato.
    Fica a dica, e se alguém tiver alguma dúvida e quiser entrar em contato comigo o e-mail é o seguinte: manoelgaldi@bol.com.br, ou então galdino1414@gmail.com
    Um abraço,

    Galdino

    ResponderExcluir
  9. Recentemente fiz caqueira com pisos que não seriam utilizados, o aproveitamento deles é bem grande, com pouco desperdício. Claro, os ladrilhos e pisos são mais caros do que as telhas e tijolos, mas creio que são ótimos também. Comecei a usar eles hoje nas minhas plantas, ainda não utilizei em nenhum bonsai.

    ResponderExcluir